The ice
and the fire
The War Is Coming
Parceiros [07/35]
Elite [04/06]
Gráficos [00/12]
Últimos assuntos
» Flood
Hoje à(s) 11:18 am por Keira Goodbrother

» [RP Fechada] The boar's burrow
Sex Jan 19, 2018 2:37 pm por Rohanne Lefford

» SOLICITAÇÃO DE PHOTOPLAYER FEMININO
Sex Jan 19, 2018 1:36 am por Kerra

» [Dossiê] Cortnay Pryor
Ter Jan 16, 2018 11:17 pm por Senescal Cortnay

» - The Vale Of Arryn -
Ter Jan 16, 2018 11:36 am por Storyteller

» [Dossiê] Vickon Goodbrother
Dom Jan 14, 2018 11:44 pm por Vickon Goodbrother

» [Dossiê] Erich Harlaw
Dom Jan 14, 2018 8:01 pm por Erich Harlaw

» [DOSSIÊ] Katharyna Arryn
Dom Jan 14, 2018 5:25 pm por Katharyna Arryn

» [DOSSIÊ] Trevor Tully
Dom Jan 14, 2018 12:43 am por Trevor Tully


Companhias Mercenárias

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Companhias Mercenárias

Mensagem por Storyteller em Ter Dez 26, 2017 10:32 pm





Organização: Companhia Dourada
Lema: Sob o ouro, o aço amargo.
Sede: Não há.
Arma Ancestral: Não há.

A Companhia Dourada é uma organização de mercenários fundada por Aegor Rivers, conhecido como Açoamargo, um dos Grandes Bastardos de Aegon, o Indigno. É considerada a maior, mais famosa e mais cara companhia de mercenários das Cidades Livres. Apesar da insegurança notável quanto ao trabalho dos mercenários, a Companhia Dourada é conhecida por nunca ter quebrado um contrato exceto na época de Aegon VI Targaryen, onde este usou-a para recuperar o Trono de Ferro usurpado pela Coroa Baratheon-Lannister.

A Companhia Dourada foi crucial para a retomada do poder Targaryen sob Westeros, atuaram massivamente no Desembarque da Tempestade ocasião onde finalmente aportaram nas praias escuras do Cabo da Fúria e marcharam sob Ponta Tempestade, tomando-a do então possuidor e Rei Declarante, Stannis I Baratheon.

Um grande contingente da companhia partiu para algumas fortalezas das Terras da Tempestade afim de conquistar e trazer homens e suprimento para o lado de Aegon VI Targaryen, caindo uma a uma ora sob o aço amargo ou sob a promessa de justiça e renovação dos Sete Reinos.

Quando Daenerys I Targaryen casou-se com Aegon VI Targaryen e juntos iniciaram a sua extensa campanha na Guerra dos Cinco Dragões a Companhia Dourada continuou sob comando de Aegon, passando a realizar campanhas através do continente para avançar a agenda da então nova Coroa Targaryen.

Após a retomada de Westeros por Daenerys e Aegon, Harry Strickland abandonou a Companhia Dourada ao receber o título de nobreza na Campina bem como um feudo próprio, restabelecendo a Casa a muito esquecida na história do continente. Marq Mandrake ascendeu ao posto de Capitão-General. A Companhia teve um período de alguns meses de conflitos com a Coroa Targaryen, que protelava o pagamento prometido por Aegon VI Targaryen após a retomada do continente.

Quando a Grande Guerra chegou e os Outros atacaram o sul da Muralha os mercenários da Companhia Dourada fugiram para Essos, alegando que os Targaryen não tinham respaldo legal - via contrato de serviço - para os acusarem de deserviço ou deslealdade e também iniciaram uma campanha contra Daenerys e Aegon, que nunca pagaram o contrato cumprido, o maior contrato da companhia e sonho de Aegor Rivers, primeiro capitão-general do grupo. Mandrake em revolta, levou os crânios e estandartes da companhia para Essos.

Com as décadas por vir a expectativa de pagamento fora sempre utilizada como discurso para ascensão de novos capitães-generais, o que nunca ocorreu, e o rancor da companhia e o episódio de calote da Coroa popularizou-se de forma a diminuir o prestígio dos homens de Aegor Rivers que foram até mesmo chamados de Companhia das Promessas por concorrentes e governos do leste como Pentos, Volantis e Qohor.

Com a ascensão de um novo capitão-general chamado Lysaro Essatis, a Companhia Dourada pôde sonhar com a reconquista de seu respeito e até rumores sobre cobrar a dívida histórica da Coroa Targaryen para com os guerreiros de Aegor Rivers.

Lysaro liderou a Companhia contra um khalasar em Vaes Diaf - território além-mar da Coroa Targaryen - que estava a devastar as plantações locais que foram asseguradas por Daenerys I Targaryen anos atrás e por seus conselheiros e sucessores nos anos seguintes, até os dias atuais.

O então líder também atacou o Lago Adaga à mando dos magísteres de Qohor, que estavam recebendo uma grande quantidade de produtos contrabandeados e roubados pelos piratas da região, o que prejudicava a reputação comercial da Cidade Livre, todavia, Lysaro não cumpriu exatamente o acordo. A companhia dizimou muitos contrabandistas e piratas mas em contra partida realizou acordos e armistícios com os criminosos para que estes se beneficiassem de Qohor e da região por determinado período, obrigando a cidade a renegociar o acordo com a Companhia. Tal campanha começou a manchar a reputação abalada historicamente da organização, o que ocasionou na cisão do contrato por parte de Qohor.

Com os anos, Lysaro passou a comandar a Companhia Dourada em pequenos contratos com as Cidades Livres mais ao sul como Lys, Myr e Volantis que envolviam disputas de terra, proteção de rotas comerciais terrestres e cidades sob domínio das mesmas.

Recentemente a Companhia Dourada tem procurado reparar as manchas em sua reputação, bem como procurar resolver a dívida histórica da Coroa Targaryen para com eles.

Integrantes


Capitão-General da Companhia Dourada: Aeryn Rogare
Capitão da Divisão de Arqueiros: (0/1)
Arqueiro: Ilimitado
Sargento: (1/3)
- Jason Banefort
Mestre Espião da Companhia Dourada: (1/1) - Katreena Dayne
Espião: Ilimitado
Soldado: Ilimitado
Mestre Tesoureiro da Companhia Dourada: (0/1)






The Ice and Fire
❄️
Storyteller
avatar
Mensagens :
182

Data de inscrição :
07/08/2017

Narrador
Narrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum