The ice
and the fire
The War Is Coming
Parceiros [05/35]
Elite [02/06]
Gráficos [00/12]
Últimos assuntos
»  Flood
Hoje à(s) 12:59 am por Meredyth Crane

» [Missão Mensal] Attempted Murder
Qui Out 19, 2017 11:52 am por Meredyth Crane

» SOLICITAÇÃO DE PHOTOPLAYER MASCULINO
Ter Out 17, 2017 11:47 pm por Talion Tyrell

» SOLICITAÇÃO DE PHOTOPLAYER FEMININO
Dom Out 15, 2017 11:40 pm por Feyre

» - The Reach -
Qua Out 11, 2017 12:56 am por Storyteller

» - The North -
Ter Out 10, 2017 8:51 pm por Storyteller

» -- Dorne --
Dom Set 03, 2017 11:49 am por Storyteller

» - The Riverlands -
Sab Set 02, 2017 11:31 am por Storyteller

» - The Iron Islands -
Sex Set 01, 2017 4:42 pm por Storyteller


- The Stormlands -

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

- The Stormlands -

Mensagem por Storyteller em Qui Ago 10, 2017 9:08 pm




AS TERRAS DA TEMPESTADE

AS TERRAS DA TEMPESTADE SÃO UMA DAS REGIÕES QUE CONSTITUEM OS SETE REINOS NO CONTIMENTE DE WESTEROS. FOI UMA NAÇÃO SOBERANA DE MESMO NOME ATÉ A GUERRA DA CONQUISTA, NA QUAL O ÚLTIMO REI DA TEMPESTADE FOI MORTO. AS TERRAS SÃO GOVERNADAS DO CASTELO DE PONTA TEMPESTADE PELA CASA BARATHEON. SÃO CHAMADAS ASSIM PELAS FREQUENTES E PODEROSAS TEMPESTADES QUE AFLIGEM A COSTA. BASTARDOS NASCIDOS NAS TERRAS RECEBEM O SOBRENOME "STORM".

AS TERRAS DA TEMPESTADE É A SEGUNDA REGIÃO MAIS PRÓXIMA DE PORTO REAL, PERDENDO APENAS PARA AS TERRAS FLUVIAIS. APÓS OS EVENTOS DA BATALHA DA PRIMAVERA, ASSENTAMENTOS DE DOTHRAKI REMANESCENTES FORAM ALOCADOS NAS TERRAS DOS SENHORES MARCIAIS E VIGIADOS DE PERTO POR GENDRY BARATHEON E DAENERYS TARGARYEN. OS SENHORES DE CAVALOS E SEUS DESCENDENTES MANTERAM A CULTURA GUERREIRA E O APEGO AOS EQUINOS MAS SÃO TERRITORIAIS COM AS TERRAS CEDIDAS A ELES E SÃO TÃO FEROZES COMO OS VASSALOS BARATHEON, O QUE RENDEU MICRO CONFLITOS CONSTANTES AO LONGO DOS ANOS. NA TEORIA PRESTAM VASSALAGEM AOS BARATHEON DE PONTA TEMPESTADE MAS SUA CONTRIBUIÇÃO TANTO MONETÁRIA COMO MILITAR É DE DESTAQUE QUASE INEXISTENTE.

OS SENHORES DA TEMPESTADE TEM ANDADO EM PRESTÍGIO PARA COM A COROA, ASSIM COMO DORNE E AS FLUVIAIS, DEVIDO AOS ACONTECIMENTOS DA GUERRA DOS CINCO DRAGÕES, ONDE FORAM LEALISTAS E AGIRAM ATIVAMENTE PARA A QUEDA DA COROA LANNISTER NA ÉPOCA APÓS DA GUERRA DOS CINCO REIS. A DIVERSIDADE RELIGIOSA SE ESPALHOU POR TAL TERRA, ABRIGANDO TANTO CRENTES DA FÉ DOS SETES E DO GRANDE GARANHÃO - RELIGIÃO QUE FOI DISTORCIDA DEVIDO A TRADIÇÃO ORAL E QUASE QUE EXTINTA, SEGUIDA POR POUQUÍSSIMOS DESCENDENTES DOTHRAKI -, E TAMBÉM A FÉ VERMELHA. O CONTATO ENTRE PORTO REAL E DORNE É EVIDENTE E FORTE.

CASA SUSERANA: Casa Baratheon de Ponta da Tempestade
TÍTULO: Senhor das Terras da Tempestade
CASAS PROEMINENTES: Casa Baratheon de Ponta Tempestade, Casa Caron de Nocticantiga, Casa Swann de Pedrelmo, Casa Dondarrion de Porto Negro, Casa Tarth de Ilha Tarth, Casa Connington de Poleiro de Grifo, Casa Seaworth de Mata de Chuva.




The Ice and Fire
Storyteller
avatar
Mensagens :
149

Data de inscrição :
07/08/2017

Narrador
Narrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: - The Stormlands -

Mensagem por Storyteller em Qui Ago 10, 2017 11:08 pm




Casa: Baratheon de Ponta da Tempestade
Lema: Nossa e a Fúria
Sede: Ponta da Tempestade
Arma Ancestral: Fúria

Trama da Casa:

A Casa Baratheon de Ponta Tempestade, é uma das Grande Casas de Westeros e é a principal casa das Terras da Tempestade. Sua sede é em Ponta Tempestade, um castelo antigo construído pelos Reis da Tempestade. Seu brasão é um veado negro num fundo dourado. Os membros da família tendem a ser grandes, com cabelo preto e olhos azuis. Eles são conhecidos por seus temperamentos vivos. Seu lema é “Nossa é a fúria”. Desde que foram rechaçados de Porto Real durante a Guerra dos Cinco Reis o brasão da casa perdeu a coroa que adorna o pescoço do veado Baratheon.

Os Baratheon foram uma das grandes casas, juntamente com os Tully e os Stark, que mais sofreram no período da Guerra dos Cinco Reis adiante. Com a morte de Robert I Baratheon, Renly Baratheon e mais tarde Stannis Baratheon, o futuro da casa ficou em dúvida ao repousar sobre os ombros da garotinha Shireen, todavia, com a Grande Guerra dois homens de sangue Baratheon surgiram como possíveis candidatos ao trono de Ponta Tempestade e foram Edric Storm e Gendry Waters.

Gendry mostrara contribuições na Grande Guerra e ganhara a alcunha de Fantasma de Robert ao empunhar um martelo próprio chamado Fúria, e que fora fundido com vidro de dragão misteriosamente por Aegon e Daenerys. Seu aço único caiu sob os mortos em Fosso Cailin, garantindo algumas canções pouco conhecidas.

Aegon VI Targaryen garantira o apoio dos senhores da tempestade remanescentes em suas terras na Guerra dos Cinco Dragões e na Grande Guerra, todavia, para manter tal domínio unido e em paz faltava um suserano adequado, um suserano Baratheon. Com a morte de Stannis, Daenerys I Targaryen desejou dar o assento de Ponto Tempestade à Shireen Baratheon mas seu marido temia uma futura represália e reivindicação do Trono de Ferro.

Elaborando um documento concebido pelo Pequeno Conselho, assinado pelos guardiões de cada região e pelos senhores marciais e por Shireen Baratheon, Aegon VI Targaryen e Daenerys I Targaryen naturalizaram Gendry Waters como Gendry Baratheon - devido sua idade mais avançada, e alguns dizem pelo seu modo mais gentil e menos arrogante exibido em Edric Storm - e casaram Shireen Baratheon com um Seaworth de Mata de Chuva. O documento também garantia a submissão dos senhores marciais ao novo herdeiro de Robert Baratheon e a eterna vassalagem e pacificidade de Shireen Baratheon e seus futuros filhos que herdariam o nome Seaworth. Também garantia que nenhuma casa, seja de qual domínio westerosi, jamais prestaria suporte caso os Seaworth viessem a reivindicar Ponta Tempestade para si sob a figura de Shireen Baratheon.

Edric Storm viveu por décadas como um cavaleiro e espada ajuramentada de Shireen Seaworth, totalmente amargado e insatisfeito com este acordo viabilizado pela Coroa Targaryen. Felizmente, Shireen conviveu muito bem com esta decisão pelo resto de sua vida e deu muitos herdeiros à casa Seaworth, cujos não conheceram o fundador da casa e bom amigo da ex-Baratheon, Davos Seaworth, devido a morte do mesmo na Batalha da Primavera travada em Fosso Cailin.

Gendry Baratheon casou-se décadas depois de um romance com Arya Stark, mas esta morreu ao dar a luz a gêmeos, uma menina e um menino que foram batizados de Eddard Baratheon e Lyanna Baratheon. É fato conhecido que Gendry nunca conhecera seu pai, Robert I, e que também nunca desenvolveu afeto pelo homem, mas o culpava por muitas coisas de ruim que lhe acontecera, mas, ironicamente, Gendry assemelhou-se ao pai tanto no campo de batalha como fisicamente. O rapaz também ficou conhecido por ter se afeiçoado posteriormente à Eddard Stark após tomar conhecimento de sua origem e de todas as maquinações dos Lannister contra os Baratheon e os Stark.

Atualmente, os Baratheon de Ponta Tempestade conservam sua forte posição e o direito inquestionável à suas posses e títulos. Eles gozam de uma boa aproximação com a Coroa Targaryen, tal como prestígio o que é irônico e inesperado tendo em conta a ainda recente Rebelião de Robert. Os Baratheon procuram crescer economicamente, embora as terras chuvosas do domínio os impeça de se desenvolverem mais, sem falar claro,  da cultura marcial que inviabiliza cidades muradas e centros comerciais importantes além daqueles localizados no Cabo da Fúria e nas terras ligadas a Ponta Tempestade. Eles frequentemente vem lidando com instabilidades religiosas e conflitos entre senhores tementes a Fé Vermelha, a Fé dos Sete e assentamentos dothraki que exibem resquícios da fé no Grande Garanhão, embora haja distorções do culto original dos senhores de cavalos. Os Baratheon estão divididos religiosamente tanto com a Fé Vermelha e com a Fé dos Sete.


Genealogia:

Ramo Principal:


Lord Steffan Baratheon, Senhor das Terras da Tempestade e Senhor de Ponta da Tempestade, Nascido em 334DD;
Sua esposa: Lady Freya Baratheon, da casa Martell, Nascida em 337DD;
Seu filho e herdeiro: Gulian Baratheon, Nascido em 353DD;
Sua filha: Lysarra Baratheon, Nascida em 354DD;
Seu filho: ____ Baratheon

Ramo Secundário:


Seu irmão: ____ Baratheon
Sua cunhada: ____ Baratheon, da casa ____
Seu sobrinho: ____ Baratheon
Seu sobrinho: ____ Baratheon

Ramo Secundário:


Sua irmã: ____ Baratheon
Sua irmã: ____ Baratheon

Ramo Secundário:


Seu tio: ____ Baratheon




The Ice and Fire
Storyteller
avatar
Mensagens :
149

Data de inscrição :
07/08/2017

Narrador
Narrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: - The Stormlands -

Mensagem por Storyteller em Qua Ago 16, 2017 3:04 pm




Casa: Caron de Nocticantiga
Lema: Nenhuma canção tão doce
Sede: Nocticantiga
Arma Ancestral:

Trama da Casa:

A Casa Caron de Nocticantiga é uma das mais antigas Casas de Westeros. Sua sede está localizada nas Marcas, diante do Passo do Príncipe, guardando a principal passagem de Dorne para as Terras da Tempestade. Além de sua fortaleza formidável, pesadamente armada e bem defendida, algumas vilas se desenvolveram próximo ao castelo.

Durante a Guerra dos Cinco Reis, Lorde Bryce Caron e seu irmão bastardo Rolland Storm lutaram a favor do Rei Stannis Baratheon na Batalha do Água Negra. Lorde Bryce foi morto por Phillip Foote, colocando fim a linhagem masculina legítima dos Caron, Rolland Storm, no entanto, escapou e se proclamou pretendente ao castelo. Após o término da Batalha, Cersei Lannister colocou Phillip Foote no comando da fortaleza.

Rolland se juntou a comitiva de Stannis Baratheon, mas ajudou Davos Seaworth a levar Edric Storm, bastardo de Robert Baratheon, para um local seguro. Após esse fato, permaneceu em Pedra do Dragão como Castelão, até que as tropas da Campina cercaram o castelo para agradar Cersei. A luta por Pedra do Dragão foi intensa, mas por fim, o castelo caiu nas mãos do inimigo e Rolland escapou.

Pouco depois, Rolland foi visto novamente, no entanto, à serviço da Companhia Dourada que aportou nas Terras da Tempestade, clamando o Trono para o Jovem Griff, dito Aegon Targaryen. Rolland logo dobrou os joelhos ao novo Rei, clamando por ajuda para restaurar o assento ancestral de seu pai. Jovem Griff teria incumbido ele de uma tarefa árdua antes de aceitar seus serviços. Não se sabe exatamente o que lhe foi requerido, é comum afirmar que Aegon havia pedido para que ele fizesse render um dos castelos das Terras da Tempestades matando sua guarnição por dentro. Rolland foi aceito na Companhia e como sargento liderou um batalhão em uma dezena de escaramuças.

Eventualmente, a Companhia Dourada enfrentou as tropas Lannister e Tyrell nas Marcas. Rolland enfrentou o assassino de seu irmão, Phillip Foote foi desmontado e ambos se engajaram numa luta corpo-a-corpo, devido aos dois terem perdidos suas espadas durante a batalha. A luta foi brutal no solo, cercados por fogo, aço e sangue. Rolland Storm conseguira por fim envolver suas mãos na garganta de Sor Phillip, estrangulando-o.

Após a vitória da Companhia nas Marcas, a guarnição de Nocticantiga se recusou a lutar contra Rolland em um cerco e matando os Lannister em seu interior, cederam o castelo ao bastardo. Rolland, no entanto, continuou a servir a Companhia nos combates brutais nas Terras da Coroa e nas Terras Fluviais. Sua fama como guerreiro exemplar e assassino experiente apenas cresceu durante o conflito.

Rolland eventualmente foi até o Norte, para enfrentar os Outros. Lutou bravamente ao lado de outros irmãos da Companhia, retornando após o fim do embate para finalmente tomar posse definitiva das Torres Cantoras. Aegon o legitimou como Rolland Caron, restaurando a Casa à seu lugar ancestral.

Os Caron hoje ainda detém sua grande fortaleza e sua localização exige deles soldados bem treinados. É dito que seu estandarte já foi guiado em mais de mil batalhas e orgulhosos eles ostentam o amarelo e negro de sua Casa sobre o Passo do Príncipe. As vilas ao redor do castelo cresceram chegando à uma produtividade semelhante a da época da Guerra dos Cinco Reis. Embora não mais detenham o título de Senhores das Marcas, eles ainda declaram com orgulho serem a Casa mais antiga nas Marcas.

Devido a tradição deixada por Rolland Caron, um ardente devoto da Fé dos Sete, os Caron não aceitaram o Senhor da Luz e se mantiveram adorando seus sete deuses com devoção exemplar. Há um templo de R'hlllor em Nocticantiga, embora não se compare ao destaque dado ao septo.


Genealogia:

Ramo Principal:


Lord ____ Caron, Senhor de Nocticantiga
Sua esposa: ____ Caron, da casa ____
Sua filha: ____ Caron
Seu filho e herdeiro: ____ Caron
Sua filha: ____ Caron

Ramo Secundário:


Seu tio: ____ Caron
Seu tio: ____ Caron

Bastardos:


Seu irmão: ____ Storm



The Ice and Fire
Storyteller
avatar
Mensagens :
149

Data de inscrição :
07/08/2017

Narrador
Narrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: - The Stormlands -

Mensagem por Storyteller em Qua Ago 16, 2017 3:04 pm




Casa: Swann de Pedrelmo
Lema: Poderoso e Cauteloso
Sede: Pedrelmo
Arma Ancestral:

Trama da Casa:


A Casa Swann de Pedrelmo é a segunda Casa mais poderosa das Terras da Tempestade, abaixo apenas dos Baratheon de Ponta Tempestade. Pedrelmo é sua fortaleza e fica localizada em um ponto estratégico responsável pela defesa da maior rota fluvial das Terras da Tempestade. São notadamente cautelosos, orgulhosos e poderosos.

Durante a Guerra dos Cinco Reis, o lorde Swann não tomou partido na guerra, embora seus filhos Donnel e Balon tenham lutado cada um em lados opostos da guerra. Donnel foi prisioneiro e quando foi pago seu regaste retornou a Pedrelmo para se recuperar.  Seu irmão Balon pertencia a Guarda Real e após cumprir sua missão em Dorne, retornou para Porto Real na Guarda do Rei Tommen Baratheon. Na altura que Jovem Griff iniciava sua campanha, Lorde Gulian Swann investigou o invasor e sabendo dos mercenários que ele trouxera com eles, ficou do lado da Coroa, temendo também pela vida de seu filho Balon em Porto Real.  

Com o apoio dos Swann e Foote, as Marcas estavam seguras sob Cersei e compunham a maior oposição a Companhia Dourada. Os renegados, no entanto, prevaleceram e Lorde Swann e seu filho mais velho foram mortos em batalha. O terceiro filho de Gulian, Clifford Swann, rendeu Pedrelmo e se aliou ao Dragão.

Devido a traição dos Swann, Sor Balon foi atacado em Porto Real e mesmo após ser apunhalado cinco vezes, foi necessário uma dezena de mantos dourados para contê-lo. A cabeça de Balon decorou uma lança que foi levada adiante do exército Lannister em um encontro contra os senhores rebeldes das Terras da Tempestade. Em combate, Clifford usava uma armadura negra, acredita-se que em eterno luto pela morte de sua família, o que lhe rendeu a alcunha de " Cisne Negro de Pedrelmo".

Quando os inimigos dos Targaryen se renderam, ele partiu para o Norte para enfrentar a ameaça maior. Lutou ao lado dos vivos e foi muito ferido na Desgraça da Dádiva. Conseguindo de recuperar brevemente, esteve em Dedo da Pederneira, ao longo do Faca Branca e por fim no Gargalo. É dito que por muito pouco não se afogou nos pântanos após seu cavalo quebrar uma das pernas. Foi salvo por Rolland Storm, mais tarde conhecido como Rolland Caron.

Após a derrota dos Outros, Clifford retornou a Pedrelmo e esteve próximo a Daenerys Targaryen na Corte, conduzindo as políticas de pluralismo nas Terras da Tempestade. Se opôs de início aos assentamentos dothraki, mas devido ao grande sofrimento causado pela guerra, viu neles uma oportunidade de recuperar rapidamente a produtividade de suas terras. Os primeiros anos foram bem trabalhados e os dothraki cooperaram com os nobres, permitindo a eles reconstruir o que havia sido perdido. Os Swann foram mediadores importantes desse projeto, ajudando a mitigar conflitos entre os ainda orgulhosos senhores dos cavalos e os nobres militaristas das Marcas. É dito que o Cisne Negro tornou-se cada vez mais isolado conforme envelheceu, alguns acreditando que ele se culpava pela morte do irmão. Clifford sempre se negou a se reunir com Aegon Targaryen e apenas o fazia em situações estritamente necessárias. Ele governou até morrer no início de sua velhice.

Seus filhos herdaram o poder, riqueza e também a responsabilidade no cuidado da estabilidade da região. As religiões se proliferaram pelas Terras da Tempestade e devido a natureza marcial dos lordes, eclodiu dezenas de pequenos conflitos. Entre eles uma grande rebelião dos senhores dos cavalos, que desejavam maior autonomia. O conflito levou a vida de muitos e quase se encerrou em um massacre. No entanto, após a morte do líder do khalasar rebelde, os dothraki se submeteram uma vez mais. Suas contribuições então minguaram e muitos nobres tentaram forçar mais conflitos para conseguir por vez massacrar os assentamentos. Os Swann continuaram sua defesa ao pluralismo em suas terras, utilizando de sua influência para neutralizar conflitos internos. Atualmente, se encontram divididos entre a Fé Vermelha e a Fé dos Sete,  com alguns membros se convertendo para lados diferentes.

Setenta anos após a reconquista os Swann ainda se mantém como uma Casa poderosa nas Marcas, com um exército forte, bem treinado e equipado. Seu grande orgulho é sua infantaria pesada, destacada entre as melhores nas Terras das Tempestade. Possuem grande riqueza e potencial comercial, ainda mantendo sua natureza cautelosa afim de evitar novos conflitos internos. Atualmente detém o título de Senhores das Marcas, embora seja um título apenas formal, sem conferir a eles autoridade sobre outros lordes na região. Possuem uma frota numerosa se comparada a de outros lordes sob os Baratheon, responsável por defender o Rio Slayne.


Genealogia:

Ramo Principal:


Lord Blazh Swann, Senhor de Pedrelmo e Senhor das Marcas, Nascido em 338DD;
Sua esposa: _____ Swann, da casa _____
Seu filho e herdeiro: ____ Swann
Sua filha: ____ Swann

Ramo Secundário:


Seu irmão: ____ Swann, O Cisne Branco (Gêmeos)
Seu irmão: ____ Swann, O Cisne Negro (Gêmeos)

Ramo Secundário:


Seu tio: ____ Swann, Castelão de Pedrelmo
A esposa de seu tio: ____ Swann, da casa ____
Sua prima: Lady Alysanne Swann, Casada com Lord Braeden Tully, Nascida em 340DD;
Seu primo: ____ Swann

Bastardos:


Seu irmão: ____ Storm
Seu primo: ____ Storm



The Ice and Fire
Storyteller
avatar
Mensagens :
149

Data de inscrição :
07/08/2017

Narrador
Narrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: - The Stormlands -

Mensagem por Storyteller em Qua Ago 16, 2017 3:04 pm




Casa: Dondarrion de Portonegro
Lema: Quando um Relâmpago surgir no céu
Sede: Portonegro
Arma Ancestral: Chama Escarlate

Trama da Casa:

A Casa Dondarrion de Portonegro é uma Casa antiga das Terras da Tempestade localizada nas Marcas de Dorne próximo ao Caminho de Pedra, chamado também de Caminho do Espinhaço. Essa rota extremamente importante para Dorne já foi palco de grandes disputas e é extremamente estratégica.

Portonegro faz a defesa contra invasões dornesas e contra criminosos que se utilizem das Montanhas Vermelhas como covil. É um grande castelo de muralhas negras de basalto, sendo cercado por um profundo fosso seco.

Durante a Guerra dos Cinco Reis, lorde Beric Dondarrion deixou Portonegro pouco após se casar com sua prometida Allyria Dayne. Colocando-se a serviço de lorde Eddard Stark, ele foi até às Terras Fluviais para prender Sor Gregor Clegane. Suas forças, no entanto, foram emboscadas e ele foi morto por Sor Gregor. Foi acidentalmente ressuscitado por Thoros de Myr e liderou a Irmandade Sem Estandartes ao longo de toda a guerra, predando o esforço de guerra Lannister.

Quando Daenerys Targaryen aportou com seus dragões em Pedra do Dragão e ganhou o apoio dos Tully, a Irmandade Sem Estandartes também se aliou a eles, a fim de encerrar a ocupação dos leões nas Fluviais. Beric esteve a frente da Irmandade ao longo desse período, matando, emboscando e assassinando tropas leais a Coroa. Seus atos são considerados infames até hoje, mas seus resultados foram inquestionáveis.

Após a rendição dos Lannister, ele foi ao Norte, levando consigo a Irmandade, seguindo as visões que tinha nas chamas, sabia do inimigo Para-Lá-da-Muralha e partiu para cumprir seu destino. Sua liderança foi essencial  para levar os Senhores dos Rios, de Dorne e das Terras da Tempestade, para o Norte. Quando questionavam se a história dos mortos vivos era verdade, um retalhado Beric se mostrava para terror dos lordes. Em Atalaialeste do Mar, ele lutou com sua espada em chamas junto com a Patrulha da Noite. Sua ferocidade em combate e sua determinação levou centenas de mortos de volta ao solo. Ele foi morto mais uma dezena de vezes ao longo de toda a guerra contra os Outros. Em Fosso Callin, já estava tão irreconhecível e ensandecido, que por muito pouco se diferenciava dos inimigos. Com a morte de Thoros de Myr na batalha derradeira, Beric também caiu e jamais retornou.

Sua esposa, Allyria Dondarrion, havia cedido o castelo aos Targaryen e se manteve em Portonegro ao longo de toda a guerra. Quando os combates enfim terminaram, ela tinha um filho, ainda muito jovem de Beric Dondarrion. O jovem Senhor dos Relâmpagos cresceu e governou habilmente as terras de sua família. Ele se converteu ainda na mocidade à Fé Vermelha e foi um dos grandes patrocinadores e incentivadores da religião nas Terras da Tempestade.

Atualmente, os Dondarrion possuem uma posição confortável nas Marcas. Embora os conflitos com septões autoritários, pardais e dothraki puristas ainda sejam um inconveniente. Eles detém um belo templo dedicado ao Senhor da Luz que atrai muitos visitantes que atravessam o Caminho do Espinhaço. Sua riqueza é próxima à dos Caron e seus lanceiros e infantaria leve adaptada ao combate nas Montanhas Vermelhas é uma das mais respeitadas em toda as Terras da Tempestade.


Genealogia:

Ramo Principal:


Lord Eddard Dondarrion, Senhor de Portonegro, Senhor dos Relâmpagos e Senhor dos Cadáveres, Nascido em 352DD;
Sua irmã: ____ Dondarrion
Sua irmã: ____ Dondarrion

Ramo Secundário:


Sua tia: ____ Dondarrion
Sua tia: ____ Dondarrion

Bastardos:


Seu irmão: ____ Storm
Seu sobrinho: ____ Storm



The Ice and Fire
Storyteller
avatar
Mensagens :
149

Data de inscrição :
07/08/2017

Narrador
Narrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: - The Stormlands -

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum