The ice
and the fire
The War Is Coming
Parceiros [07/35]
Elite [04/06]
Gráficos [01/12]
Últimos assuntos
» SOLICITAÇÃO DE PHOTOPLAYER FEMININO
Hoje à(s) 7:05 pm por Mychella Merryweather

» Flood
Hoje à(s) 6:17 pm por Ayesha Nymeros Martell

» [RP Fechada] Problems, frustrations and feelings
Ontem à(s) 10:45 am por Argus Reed

» - The Westerlands -
Seg Fev 19, 2018 11:51 am por Storyteller

» Solicitação de Photoplayer Masculino
Sab Fev 17, 2018 10:39 pm por Lorent Tyrell

» [RP Fechada] The family that moves my interests
Sab Fev 17, 2018 8:50 pm por Jeyne Tully

» [RP Fechada +18] In the dead of night
Sex Fev 16, 2018 3:56 pm por Hoster Tully

» [RP Fechada +18] This is my strength
Sab Fev 10, 2018 5:27 pm por Aaron Crakehall

» [Dossiê] Arthur Manderly
Sex Fev 09, 2018 12:41 am por Arthur Manderly


[Dossiê] Talion Tyrell

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Dossiê] Talion Tyrell

Mensagem por Talion Tyrell em Dom Jan 21, 2018 11:41 pm



Dossiê de Personagem

Nome: Talion Tyrell
Alcunha: Senhor das Roças; Abençoado
Região: Campina
Sangue: Legítimo
Cargo: Lorde de Grande Casa
Idade: 31
Títulos: Senhor de Jardim de Cima, Protetor do Sul, Defensor das Marcas, Supremo Marechal da Campina e Senhor Supremo do Vago.

Descrição psicológica: O lorde é de um temperamento feroz e cortês ao mesmo tempo, parece que nada pode o abalar definitivamente e dificilmente vai ter uma expressão preocupada no rosto. Isso foi o que mais atraiu seus lordes para sua volta e seus adversários também. Sua perspicácia aos poucos foi cultivada ao mesmo tempo em que ele aliou seus conhecimentos teóricos, com seus ensinos sobre a arte da cavalaria e do mando político. É um lorde pragmático a todos os seus vassalos, dando a eles a confiança de que necessita, mas sem nunca cair para a credulidade fácil e tolice. A única pessoa na qual confia sem reservas é Alerie. Por isso o identificam como um homem muito espinhoso por trás de sua cortesia respeitosa, pois ele de fato é. Muito inteligente, consegue discutir com meistres e lordes, sobre qual for o assunto, embora seja superado por muitos meistres em questões eruditas. Consegue usar o medo para gerar respeito sem precisar erguer a voz, utilizando muito de olhar, silêncio e postura para projetar sua vontade, apelando para palavras e nos casos mais raros o comando de sua voz. Ferocidade, cortesia, inspiração, inteligência com pitada de arrogância e ambição se misturam em seu interior. Prefere ter uma espada na mão à uma pena, embora reconheça a importância das duas artes da vida.

Descrição física: Talion é um homem de meia idade com um rosto ainda muito jovem. Diferente da grande maioria dos lordes de sua idade parece que o tempo não o deformou nem um pouco e dizem que desde os seus dezoito anos ele nunca mais envelheceu. Outro motivo pelo qual os septões ainda costumam o chamar de Abençoado. É alto com seus ombros largos devido a prática árdua que teve de treinos, torneando por consequência seus músculos na forma extremamente esguia que guarda. Seus cabelos curtos são de um castanho escuro que se encaracolam bem nas bordas da cabeça dando a ele um aspecto angelical. Seus olhos extremamente dourados, marcados por sua sobrancelha forte exibem um olhar de eterno mistério, olhar esse que captura a atenção de todos que insistem em encará-lo por alguns meros segundos. A crença dos plebeus é de que o lorde pode olhar dentro de seus profundos pecados, coisa que havia sido concebido pelos sete. Seu nariz é tão reto que parece que foi passado na lixa e levemente grosso no final. Sua boca se compõe de lábios finos. Seu queixo e maxilar muito fortes são os únicos traços que marcam definitivamente sua autoridade, sendo eles nada gentis. Para qualquer um que não o conheça o poderiam o confundir ou com um jovem dócil ou arrogante. Sua beleza ainda faz as ladys de toda corte tremerem nas bases e as plebeias perderem a cabeça por um simples gesto. É ao mesmo tempo um ser divino e mundano.

História: Talion nasceu num dia bem chuvoso, o toque da chuva no solo fértil da Campina pareciam anunciar uma vida de pesares, parecia que os deuses lamentavam seu nascimento ou mesmo que eles lamentavam tudo que havia acontecido as Flores da Campina. A família Tyrell, sofreu muito durante todo um longo período que poderia se entender desde a Guerra dos Cinco Reis até um tempo mais recente. Foram estações tenebrosas, estações que podaram o crescimento fértil da casa, até quase sua extinção. A melhor parte de saber crescer é aprender a se reerguer, mesmo enquanto as ervas daninhas espreitam, se agarram se enroscam e se alimentam das mais belas e altas flores. Foi o que os Tyrell fizeram.  Na figura de seus pais Gormon Tyrell e Elinor Tyrell, uma Rowan de nascimento, uma ascensão se iniciou para a casa. Ambos eram lordes muito perspicazes e muito inteligentes apesar de diferentes. Gormon foi um estrategista militar fantástico, poderia se dizer que se colocasse ele em cima de uma mesa de guerra, ele poderia trazer qualquer vitória para o lado de qualquer um de seus aliados. Foi um dos poucos lordes que fizeram valer o título de Supremo Marechal, de forma que até hoje a Corte o chama dessa forma. Já Elinor, foi uma mulher quando mais nova, de dotes e perspicácia política inabalável. O tempo só fez sua perspicácia ficar ainda mais aguçada.

Quando Talion nasceu, sendo o primeiro filho do casal, sua casa vivia essa ascensão. Por todos os sete reinos, ouviam-se falar dos Tyrell que mais uma vez pareciam não ter sucumbido ao que o destino lhes impusera. Eles sofriam de sua ainda mais provadora situação. Novamente os Florent, casa ancestral de Florys a Raposa, tentava usurpar o poder, apesar desse início de recuperação. Foi à mente de ambos que colocou em cheque as pretensões da rival aos pés dos únicos senhores de Jardim de Cima. Aparentemente se aproximando das casas pequenas, primeiro, casas essas que tinham algum sentimento pelos usurpadores, Elinor convenceu um a um pelos motivos os quais deveriam apoiar seu marido enquanto os sucessos militares do lorde e o poderio militar faziam o resto. Numa cerimonia bem planejada, todos os lordes da Campina juraram mais uma vez a sua lealdade ao lorde, reforçando seu pacto com seus suseranos. Sabendo que estava tudo certo, Gormon foi tratar de seus assuntos políticos por toda a região apenas para confirmar o que já haviam feito. Sabiam que todos os seus sucessos estavam garantidos, mesmo assim a casa Florent não havia desistido.  Patrocinando sozinha com um empréstimo do Banco de Ferro de Braavos e homens das Ilhas de Ferro, a casa planejou atacar o lorde em uma das Ilhas Escudos. Quando Gormon estava em Escudossul, uma frota aportou ao horizonte. Eram barcos sinuosos que adentrava pelo mar, carregavam bandeiras de casas das ilhas de ferro e de piratas tudo para parecer apenas mais um ataque casual – mesmo que homens Florent estivessem agindo sob essas bandeiras. Uma batalha primeiramente naval se iniciou. Gormon havia garantido que ir para as ilhas só com o apoio secreto das forças Redwyne e seu plano havia dado certo. Quando alguns homens inimigos conseguiram aportar no campo em terra, a grande maioria dos barcos havia sido afundada pela frota de seus aliados. A vitória seria perfeita se não fosse por um erro. O senhor da Campina gostava de participar de todas as batalhas que seus homens lutavam, era um lorde que preferia estar em campo e servia bem como um guerreiro. Por azar, no entanto dos deuses, uma única flecha o havia acertado entre as frestas da armadura. Sozinha ela não era suficiente para lhe matar, porém a flecha havia sido embebida em veneno de basilisco. Ainda tomado pelo frenesi da batalha o lorde nem percebeu, apenas continuou a batalha, que posteriormente venceu e retornou para sua sede ancestral como um herói. Quando chegou a Jardim de Cima, os efeitos começaram. Seus homens o carregaram para dentro, mas não houve muito que fazer. O patriarca se juntou aos deuses, invicto, mesmo assim derrotado. Após sua morte, a desafiante Florent havia criado dividas e havia perdido muitos soldados. A casa Tyrell na figura de Elinor deu uma solução magistral ao ocorrido mesmo de luto. Ela patrocinou os boatos que colocaram a casa Florent como principais suspeitas firmando o que era realidade e depois baseando-se em sua própria imagem de viúva e detentora de muito poder aquisitivo e influência conseguiu comprar a dívida de seus vassalos rebeldes com o Banco de Ferro, e usando tal artifício como forma de fortalecer a boa imagem das rosas de Jardim de Cima e dividindo os Florent internamente, o que esfriou a rebelião até esta se tornar mais um capítulo da história regional, todavia, o débito seria quitado a pesadas penas anuais e o uso de recursos dos mesmos - uma forma de punição pouco comum e da melhor forma, no bolso e não no orgulho.

Tudo isso até Talion ter nove anos, tempo em que seus irmãos nasceram. Sua infância parecia tão pesarosa quanto seu nascimento. Atingido por uma desconhecida doença, o herdeiro havia sido um bebê que vivia em prantos e uma criança que mal conseguia sair da cama. Seu corpo mirrado, não parecia ter a mesma resposta do que a de seus irmãos. Alguns meistres vindos direto da Cidadela não conseguiram ajuda-lo mesmo que exaustivamente tentassem. Tudo que ele acabou conhecendo então eram livros. Livros que ele parecia domar com tamanha facilidade que o comparavam secretamente com o Daeron II, apesar de o nome ser praticamente proibido na Campina. Visitava com demasiada frequência os jardins de sua casa ancestral, onde ele conseguia sua mais perfeita paz. Manteve uma intensa amizade com seus irmãos, primos e demais parentes, mesmo que eles tivessem mais pena dele do que outro sentimento. Foi um menino muito dócil e inocente. O que preocupava sua mãe que pensava que poderia futuramente ter mais um fardo do que um filho e sua saúde debilitada o impedia de se tornar um cavaleiro ou mesmo um escudeiro. Tornando-se apenas um expectador nos torneios, mesmo tendo tido em todos os seus aniversários, incluído o primeiro, festividades oferecidas em seu nome. Foi num deles que acabou conhecendo Arthur Manderly, herdeiro de Porto Branco, com quem viria a manter relações comerciais no futuro. Contudo a cavalaria não o apetitava tanto.

Um pouco antes da morte de seu pai, sua mãe havia desanimado dos meistres, junto de suas faltas de respostas e chamou os septões. Fora talvez por uma obra do acaso que assim que seu pai foi levado desta vida que ele começou a se recuperar. Os septões se aproveitando desse acontecimento instauraram como um milagre da fé, mesmo que Elinor não desse todo esse valor para religião. Ele foi apelidado logo como o Abençoado. Essa foi à primeira semente para a fé dos sete na Campina ganhar importância, pelo menos para essa era. Com a recuperação Talion foi logo prometido para Alerie Redwyne e iniciado na tradição cavaleiríssima. Um caso raro acabou se tornando escudeiro de seu próprio irmão, por quem até hoje nutre profundo respeito. Aos poucos, começou a se tornar tão feroz em combate e na guerra como seu pai, que sempre alimentara o imaginário e o folclore do rapaz. Não tardara a chamar a atenção de todas as moças por onde passava. Havia sido definitivamente agarrado por pelo menos duas nobres e três plebeias. Além do tom cavaleiríssimo normal de sua família, Talion sabia tocar alguns instrumentos musicais, fazia canções, poemas, era inteligente e mesmo assim carregava certo ar de arrogância que marcava seu rosto. Como era escudeiro do irmão, além de ambos dividirem a atenção de todas as garotas, acabaram sendo apelidados de Senhores das Rosas. Segundo codinome que recebeu. Pois nenhuma rosa jamais resistiria aos seus encantos. Ele se casou com Alerie um ano depois, mesmo que ambos não parecessem tão dispostos a isso e fossem demasiado jovens.

As próximas duas estações foram tão decisivas quantas aquelas que precederam a morte de seu pai e sua própria recuperação da doença que culminaram em seu casamento. Aos poucos a matriarca da família foi passando e introduzindo a Talion todos aqueles assuntos que até o momento havia o mantido de fora para sua própria segurança. Sua mãe o ensinaria a comandar e ser um lorde justo. Quando ela acreditou que ele estava pronto, a matriarca que havia carregado a família nas costas, deu fim a própria vida ingerindo um veneno indolor que a levou tranquila para o lado do marido. Apesar de forte ela sentia profunda saudade de seu grande amor, um peso e melancolia que se acumularam desde a morte de seu amado e não queria cometer o mesmo erro que Olenna Tyrell um dia cometeu. A família lamentou profundamente a morte de seus dois pais, num duplo luto. Talion, ainda demoraria alguns meses para assumir o seu lugar, pois precisava se armar cavaleiro. Quando as ervas daninhas arregalaram os dentes ao acreditarem que o novo lorde seria uma peça fácil de manipular, provou gradativamente o quanto estavam enganados galgando um estreito e próspero comando do Sul desde que assumiu a muitas estações atrás.

Vive um casamento feliz com sua esposa Alerie, pela qual é perdidamente apaixonado e da qual já gerou quatro filhos. Juntos eles comandam a Campina com seus olhos por todos os lugares. Diante da casa Florent, mantêm uma governança amistosa, com um controle de punhos de ferro assegurando que seus impostos sejam pagos e que ela permaneça em seu devido lugar. Tal quais seus demais vassalos que mantem-se ao topo da moral como governantes. Apesar de extremamente cautelosos as situações num panorama geral eles nutrem certo inimizade com a Coroa, patrocinando a Fé Militante em Vilavelha para dar condições aos seus maiores planos no futuro. Fora o lorde e sua esposa que conseguiram adentrar numa aliança das casas insatisfeitas, da qual o apoio dos Hightower e Redwyne, co-chefiados por parentes urgiram em apoio à nova fé que se levanta.

Curiosidade: Tem como círculo pessoal de amigos e pessoas queridas sua família, o Senescal Cortnay e também Baldwin Tarth; Já enfrentou o temido nascido do ferro Erich Harlaw; Sor Boros Bulwer, Sor Elwood Fossoway e Sor Leon Costayne são cavaleiros amigos de Lorde Talion e que são juramentados à Jardim de Cima;

Posses: Jardim de Cima



Linha de Tempo


370DD

+ rosa dourada, após a reunião com o líder dos Filhos do Guerreiro, o Guardião da Campina decide conversar com a senhora sua esposa, Alerie Tyrell, da casa Redwyne, sobre o quadro político atual e consultar a mesma sobre seus próximos passos.

+ coração da campina, o líder dos Filhos do Guerreiro, Sor Aenar Graceford, visita Jardim de Cima afim de parlamentar sobre a causa da Fé Militante. O Guardião da Campina consegu através de um bom movimento político e de diplomacia assegurar os interesses do representante militar da Fé sem ferir ou lesar os interesses dos Tyrell e de outros lordes no movimento da Fé, além de transferir Dunstonbury para a ordem militar sagrada.

+ incêndio do armazém, duas semanas antes da chegada de Aenar Graceford, um incêndio atinge armazéns de Jardim de Cima e o Lorde Tyrell lida com tal situação, controlando-a e solucionando-a.

+ a pedra em meio espinhos, em seu cotidiano, Lorde Talion adquire tempo para praticar suas habilidades de combate e duela com o atrasado amigo e cavaleiro Baldwin Tarth.

+ praga nos jardins, uma onda de doença atinge servos e soldados da capital do sul além de pequenos vilarejos próximos. Os meistres, septões, cavaleiros e o lorde trabalham para solucionar tal problema.

369DD

+ ataque de vilvago, após um vilarejo na foz do Vago ser molestado por nascidos do ferro sorrateiramente com engodo e auxílio do terreno, Lorde Talion Tyrell cavalga para o local antes dos invasores fugirem vencedores e acaba por enfrentar forças Harlaw e o próprio Senhor de Dez Torres.

+ caminho da pirataria, Lorde Talion e alguns cavaleiros com unidades de cavalaria leve partem para Vilvago após receber notícias perturbadoras.

+ espinhos de um jardim, durante o cotidiano do Lorde Tyrell este encontra tempo para praticar com nobres próximos a Jardim de Cima como Sor Boros Bulwer, Sor Leon Costayne e Sor Elwood Fossoway.

348DD

+ a mortalha, o futuro Lorde de Jardim de Cima interage com sua mãe, Elinor Tyrell, absorvendo algumas informações e conhecimentos da mesma em seu período infante e traumático fisicamente.


The Ice and Fire

❄️
Talion Tyrell
avatar
Mensagens :
48

Data de inscrição :
09/09/2017

The Reach
The Reach

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum